quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

mamãe sou arquiteta... XIV 1.2



Prosseguindo com a série sobre o prazer em "Ler Livros", trataremos hoje do excelente "O Gênio do Crime" . Talvez, a maioria da minha legião de leitores (estou muito superlativa ultimamente) já deve ter lido esse livro quando pequeno. Eu, também o li quando pequena e depois, mais velha.

Quem me apresentou esse livro, como muitos outros, foi minha irmã. Lembro que o retiramos na escola, mas esquecemos de anotar na nossa ficha da biblioteca. Depois, por uma vergonha das duas, não o devolvemos. No começo, lembro ter ficado apavorada com a ideia de ser descoberta e sabia com certeza que seríamos linchadas no pátio vermelho, com o passar do tempo passei a sentir um certo orgulho de ter um "bem" de outrem em meus poderes e até hoje sinto uma nostalgia ao ver o carimbo do colégio na contra-capa.

Além de toda a perturbação e satisfação de consciência, é viva na memória o deslumbre pela capa - foto abaixo. E sei, que foi ela que despertou em mim a vontade de ler o livro.

Para uma criança de 6/7 anos, acho que esse não era o livro mais recomendado, pois ele é denso. Na época era mais apropriado para minha irmã que já havia sido alfabetizada a mais tempo. Mas a história é tão envolvente e tinha, assim como eu na época (tá!), um "gordito" como líder e sujeito mais perspicaz da turma. Só não me apaixonei pelo Bolacha porque na época não era dada a esses luxos.

Enfim, era uma satisfação acompanhar o desvendar de um crime de trás pra frente. Até hoje gosto de histórias assim, depois desse livro li vários outros na mesma linha e alguns, tão interessantes quanto. Mas isso fica para um próximo post da série.





3 comentários:

Anônimo disse...

Já leu "Os Assassinatos da Rua Morgue" do Poe? Tem mais ou menos o mesmo espírito. Só que sem os craques do Corinthians.

Harissa disse...

Caríssimo anônimo =). Já li sim "Os Assassinatos da Rua Morgue", mas faz tempo... nunca pensei nessa comparação. Mas retomarei a leitura pra ver se tal comentário cabe ;).

Harissa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.